fbpx

Se o seu cão tem o pelo preto ou muito escuro, é possível que comece a ficar castanho acobreado, ou se o pelo for mais claro, pode ficar mais rosa, alaranjado em tons avermelhados em algumas áreas. Isso é o que costuma ser chamado de «pelo vermelho» ou «capa vermelha».

Falsos mitos sobre a pelagem vermelha

A pelagem vermelha que aparece em alguns cães, sem motivo aparente, sempre foi cercado por um halo de mistério que deu origem a alguns dos mais curiosos falsos mitos relacionados à alimentação. A verdade é que a nutrição está relacionada, mas não da maneira que podemos ler ou ouvir.

Por exemplo, há quem relacione esse facto com a polpa de beterraba, provavelmente por causa da cor. Isso é algo extremamente curioso, visto que a polpa da beterraba usada na alimentação é bastante pálida. Outras pessoas, relacionam esse facto ao cobre, pois pensam na cor alaranjada dos objetos fabricados com cobre, e não na sua forma dietética, que não tem essa tonalidade. Também têm relacionado injustamente com a presença de betacaroteno em receitas de rações para animais de estimação. A verdade é que altas doses de betacaroteno afetam a coloração de certas áreas da pele dos humanos, como por exemplo, amarelar as palmas das mãos, mas as doses encontradas na maioria dos alimentos para animais de estimação são muito inferiores às doses necessárias para colorir a pele e, em nenhum caso, estão relacionadas com a coloração avermelhada do pelo.

Então, o que causa o pelo vermelho?

A causa mais comum das manchas rosa em cães brancos ou claros é a coloração por porfirina. A porfirina é uma substância química encontrada na saliva e nas lágrimas.

E isso tem alguma relação com a comida? Bastante. Alergias alimentares ou sensibilidades, podem causar lambidas excessivas. Quando a saliva seca no pelo, a porfirina transparente transforma a cor do pelo num tom meio castanho rosado. É visto principalmente nas patas, mas pode acontecer em qualquer área alcançada pela língua, por exemplo, ao redor da boca – especialmente na «barba» – se o cão salivar muito na hora de comer.

As alergias também podem causar um lacrimejamento excessivo, portanto, os pelos na área de influência das lágrimas podem ser tingidos.

Uma mudança na dieta para uma receita hipoalergénica pode ser benéfica. Além disso, é aconselhável estar atento a outros sintomas – digestivos, comportamentais ou no seu aspeto – que possam indicar uma alergia alimentar, cujo caso é recomendável falar com o veterinário.

Também se deve ter em conta que ao invés de uma alergia alimentar podemos nos estar a falar de um caso de atopia – uma resposta imunológica adversa aos alérgenos ambientais inalados -, visto que tem sintomas muito parecidos, cujo caso uma mudança na dieta não seria suficiente para conseguir os efeitos desejados.

Outras causas: tirosina e fenilalanina

Por outro lado, um estudo de 2002 (Biourge e Sergheraert – Síndrome da capa vermelha: uma causa dietética) também associa níveis excessivos de fenilalanina e tirosina à pigmentação do pelo.

A tirosina é um aminoácido não essencial, que é sintetizado no corpo a partir da fenilalanina, e é necessário para produzir epinefrina, norepinefrina, serotonina e dopamina, que atuam para regular o humor. A tirosina também ajuda na produção de melanina (pigmento responsável pela coloração do cabelo e da pele).

O aspartame – uma forma artificial de fenilalanina – é um adoçante artificial encontrado em muitos alimentos e bebidas para humanos e, embora não seja usado diretamente em alimentos para animais de estimação, é possível encontrá-lo em alguns aromatizantes utilizados​​por algumas marcas.

Como provavelmente já sabe, na Lenda não usamos corantes, aromatizantes ou conservantes artificiais. Todas as nossas receitas são conservadas de forma natural com vitamina E e extrato de alecrim, sem açúcar, sal e adoçantes artificiais. Portanto, podemos garantir que as nossas receitas não contêm aspartame.

Prevenção do pelo vermelho

De forma a evitar que o pelo do seu animal de estimação comece a mudar para um tom acobreado ou laranja, deixamos a as seguintes dicas:

  • Evite suplementos ricos em betacaroteno. A quantidade que as nossas receitas têm é mais do que suficiente e, ainda assim, é uma dose mais do que segura para evitar o suposto amarelecimento.

  • Certifique-se de que a «barba» e o focinho sejam limpos após uma refeição.

  • Mantenha os olhos limpos diariamente com uma solução salina ou lenços umedecidos.

  • Se notar que se lambe muito, preste atenção nos possíveis alérgenos presentes na sua dieta e procure uma receita hipoalergénica. Também é conveniente ir ao veterinário.

  • Aposte numa dieta que melhora os limiares de alergia. Recomendamos Lenda Sensitive..

  • Evite queijo: os produtos lácteos são um dos 4 alérgenos alimentares mais comuns e também são ricos em tirosina.

  • Evite alimentos e guloseimas que contenham adoçantes artificiais (provavelmente contêm aspartame).

Existe solução?

Na maioria dos casos, a solução é prevenir a pigmentação e esperar que os pelos já tingidos caiam naturalmente e sejam substituídos por novos sem tingir.

WhatsApp
¿Necesitas ayuda?